Rocha Bahia – Empresa em foco

0
697

Com uma história que começou em 2003 através da experiência de quase 50 anos no setor de rochas ornamentais do sócio fundador Antonio Maciel Leme, a Rocha Bahia Mineração iniciou as operações no interior da Bahia extraindo o quartzito Verde Bambu – que se tornou destaque no mercado nacional e internacional.

Inovação e pioneirismo fazem parte do DNA da empresa, já que a premissa para a fundação foi a visão de Maciel de que o mercado estava se cansando dos materiais tradicionais. Desta forma, a Rocha Bahia Mineração apostou alto nos quartzitos exóticos e multicoloridos, tornando-se pioneira na extração do mineral na Bahia.

ijen blue quartzite polido

Hoje, a empresa conta com uma linha de materiais exóticos, super exóticos e também trabalha com os clássicos, sempre buscando inovar e desenvolver pesquisas para obtenção
de novos e diferenciados materiais. Atualmente, o grupo tem escritórios administrativos na Bahia e no Espírito Santo, além de diversas jazidas próprias localizadas em diversos estados brasileiros.

Todo o processo de extração de rochas é feito com tecnologia avançada para assegurar o melhor aproveitamento das matérias primas. A mineradora conta com um setor de pesquisa com aproximadamente 15 colaboradores, que estão espalhados pelo país com
sistema de sondagem próprio para facilitar os trabalhos. Além disso, no ano passado, a Rocha Bahia implantou o uso de drones para facilitar o acesso a informações como capacidade de reserva e as unidades de conservação ambiental.

Outro diferencial da Rocha Bahia Mineração é a política de venda: de acordo com a diretoria, a empresa é nacionalmente conhecida por conseguir manter os preços dos materiais, não aceitando propostas que coloquem em risco a continuidade dos produtos no mercado. Já são mais de 20 materiais com jazidas próprias, sendo que, recentemente, o grupo decidiu abrir a jazida do material Da Vinci – um quartzito que vem se destacando principalmente no mercado norte americano.

mont blanc quartzite polido

A responsabilidade ambiental também é uma preocupação no dia a dia do grupo, que busca atingir o equilíbrio entre a proteção socioambiental e o crescimento econômico da comunidade através de medidas que incluem manter um sistema de gerenciamento
ambiental, educar e treinar seus mais de 200 colaboradores para que atuem de forma ambientalmente correta, desenvolvimento de pesquisas e novas tecnologias, além de diálogo permanente com os colaboradores e a comunidade.

Antonio Maciel Leme

Quais são os países que a empresa mantém negócios?
Itália, Estados Unidos, China, Índia e outros países com menos intensidade.

Qual foi o maior desafio enfrentado até hoje pelo grupo?
Sem dúvida o início das operações com quartzitos, que são materiais com dureza e
dificuldade bem maior do que o mercado estava acostumado.

Como você iniciou no mercado de rochas ornamentais? Como é sua história com a empresa?
Deixei o cargo de funcionário público no Departamento de Estradas e Rodagens (DER) em 1978 para, juntamente com meu irmão Oswaldo Maciel, fundar a Maciel Granitos e
extrair o granito Vermelho Bragança. Os anos se passaram e no início dos anos 2000 eu comecei a observar que o mercado queria algo novo e diferente dos habituais granitos
básicos. Foi quando eu decidi me mudar para a Bahia e iniciar as pesquisas. Em 2003, abri a primeira jazida do quartzito Verde Bambu e dali em diante foram diversas outras.

Fora as atividades diárias do mercado de rochas ornamentais e mineração, a empresa trabalha com outras iniciativas (projetos sociais, causas diversas, etc)?
Sim, apoiamos vários projetos sociais e investimos constantemente em medidas ambientais.