Com visão empreendedora, marmoraria cresce no mercado e se consagra na região Nordeste

0
362
Mesa de centro e painel em Quartzito Black Spider. Projeto da arquiteta Olga Portela. Foto: Ubarana Arquitetura

Cortti foi fundada em 2016 pelos sócios Matheus Sabino e Vitor Gosson, que na época tinham 21 e 20 anos

Sócios diretores da Cortti Matheus Sabino e Vitor Gosson

Foi com visão empreendedora, trabalho e persistência que os sócios Matheus Sabino e Vitor Gosson – na época com 21 e 20 anos, respectivamente – fundaram a marmoraria Cortti em 2016. Caindo de “paraquedas” em um segmento já consagrado na região, os fundadores usaram sua experiência de trabalho com reformas e acabamentos para gerenciar a empresa, que hoje tem unidades em Natal e Mossoró (RN).

“Dentro dessas obras que trabalhávamos juntos, nós já terceirizávamos algumas bancadas de rochas ornamentais e, aos poucos, fomos conhecendo e nos apaixonando pelo trabalho das marmorarias. Começamos em 2016, do zero, com apenas um funcionário que tinha as funções simultâneas de cortador – com apenas uma máquina -, acabador e montador”, lembrou Matheus Sabino, diretor comercial da Cortti.

Com pouco investimento, o principal desafio no início da história da marmoraria foi a falta de maquinário e de mão de obra especializada. “A gente acabava tendo que terceirizar a maioria dos processos e, por isso, nossa produção era mais lenta. Além disso, pela pouca experiência, fomos conhecendo a especificidade de cada material com o tempo e no método da tentativa e erro”, lembra Sabino. 

Mesmo sendo muito jovens, os sócios conseguiram, em menos de cinco anos, construir uma empresa estruturada com 25 colaboradores, que já conquistou o mercado e se tornou referência na região. “Acreditamos que não existe segredo, mas muita persistência e um processo de melhoria contínua. Cada projeto e peça para nós é uma obra de arte, um objeto de desejo e decoração, esse é o nosso principal diferencial. Por isso, sempre buscamos o melhor para o cliente”, reforçou Sabino.

Os sócios lembram que a equipe também é um forte ponto de apoio para o crescimento do negócio. “Temos colaboradores que realmente vestem a camisa e cada um, desde os ajustes até nosso gerente, sabe onde estamos e aonde queremos chegar. Também investimos em um ótimo relacionamento com arquitetos, designers, lojas de planejados e formadores de opinião, pois consideramos ser fundamental para turbinar nossa força de vendas”, pontuou o diretor comercial.

Para crescer e se consolidar em um mercado concorrido, a Cortti contou com o apoio de clientes e arquitetos parceiros. “No início pegávamos projetos bem menores, como lavabos ou pequenos detalhes. Com tempo, dedicação e entregando um bom trabalho, fomos conhecendo arquitetos que se tornaram parceiros e nos indicavam para outros profissionais e clientes”, explicou Sabino.  

Bancada e churrasqueira em granito Nero Matrix Escovado. Projeto da arquiteta Olga Portela. Foto: Ubarana Arquitetura

Sabino explica que o foco de trabalho da marmoraria é artesanal e, por isso, o maquinário utilizado é o padrão do segmento: uma serra de corte e algumas máquinas manuais. A Cortti atende o consumidor final, com obras de médio e alto padrão, e tem cerca de 40 projetos realizados por mês.

Sobre os projetos mais desafiadores e os maiores orgulhos dessa história de quase cinco anos, Sabino explica que a marmoraria já entregou desde casas de 1.200 m² de área total até apartamentos menores com alto grau de dificuldade e perícia. “No entanto, o projeto que mais nos orgulha é a nossa Bandeja da Solidariedade, que comercializamos através das redes sociais para ajudar o instituto Juvino Barreto”, lembrou o sócio.

Bandeja da Solidariedade

A peça, utilizada para frios e decoração, foi produzida com materiais que seriam descartados através de corte orgânico. A cada bandeja vendida, a Cortti destinava 50% do faturamento para doação ao instituto que cuida de idosos. “Foi uma campanha muito bacana, que teve envolvimento de diversas pessoas e fez a diferença no momento da pandemia. Também contribuímos com máscaras, álcool em gel e outros itens de prevenção à Covid-19”, explicou Sabino.

Os sócios também destacam a parceria e troca de experiências com outros marmoristas do país, através de projetos da Nóbile Marmo e da Meu Mármore. “Através desses projetos conseguimos trocar experiências, adquirir conhecimento e fortalecer o nosso negócio. Quando nos agregamos, somos muito mais fortes”, reforçaram.

Bancada em Super NanoGlass. Projeto da arquiteta Olga Portela. Foto: Ubarana Arquitetura

Desde que foi fundada, a Cortti segue em crescimento constante e, mesmo no momento ainda delicado por conta da pandemia, as perspectivas são positivas para 2021. “Continuaremos buscando trazer novidades para o mercado da nossa região, nos diferenciando dos concorrentes e investindo em materiais e técnicas novas”, finalizou Sabino.        

CORTTI CORTES ESPECIAIS
Rua Rio Pium, número 41. Emaús, Parnamirim (RN)
cortticortesespeciais@gmail.com
(84) 99147-6946
Instagram: @corttioficial
Facebook: @corttinatal