Andrade Stones – Empresa passa por modernização industrial e renovação administrativa

0
1104

Há mais de 30 anos no mercado sendo referência internacional no fornecimento de rochas ornamentais brasileiras, a Andrade Stones vive um novo momento. A mudança de comando vem transformando o direcionamento das ações, visando a modernização das duas plantas industriais e o aumento da capacidade produtiva, mantendo a já reconhecida qualidade dos produtos.

Com o lastimável falecimento de Celio de Andrade, fundador da empresa, e saída da administração de seu irmão Zelto no início de 2021, a direção sucedeu para as filhas de Celio, Josy e Emilly de Andrade, que assumiram o compromisso de continuar o legado da família no setor.

Josy e Emilly de Andrade afirmam que o grupo continua investindo em equipamentos e engajamento nos produtos de mídia da empresa, de olho na expansão de novos mercados.

Além do foco continuar na distribuição de chapas, com uma linha de mais de 50 materiais brasileiros diferentes, a empresa tem investido em um robusto trabalho de marketing, fortalecendo o nome da empresa junto aos consumidores finais, arquitetos e designers.

“Neste ano também investimos em um novo sistema de fotos dos nossos materiais para uso da equipe comercial. Isso ressaltou a beleza de nossas rochas e vem potencializando as vendas. Além disso, está em curso, o desenvolvimento de projetos para novos pontos de distribuição e ação direta em feiras e pontos estratégicos para que esse alcance seja ainda maior”, contam Josy e Emilly.

O site do grupo também está sendo reformulado, com a atualização de informações e tipologia da linha de materiais, levando informação de forma objetiva, com canal direto de acesso à equipe comercial.

O trabalho nas pedreiras de Café Imperial, Piracema, Blue Fantasy e Dallas White, que são materiais bastante consolidados nos mercados brasileiro, norte-americano e latino, também continuam em plena atividade.



Com maior foco nas rochas de luxo, a serraria está passando por uma modernização de equipamentos, com a chegada de um novo multifio. “Estamos estudando espaço para operar uma quantidade maior de multifios e também será planejada uma área para poços de tratamento com ácidos. A mudança vai agilizar e otimizar nosso processo produtivo”, contam Josy e Emilly.

Mercado interno antenado às tendências 

O maior fluxo de materiais da Andrade Stone é destinado ao mercado externo, que historicamente tem a maior fatia da produção e resulta em um feedback positivo de clientes fidelizados há décadas. Porém, a empresa percebe um mercado nacional mais conectado à arquitetura e à decoração, de olho nas tendências e disposto a investir mais.

“Naturalmente há diferença na linha de materiais que atendem demandas de mercado para exportação e demandas do mercado interno, mas estamos vendo nos últimos anos que essa diferença está diminuindo. Os olhos do consumidor interno estão acompanhando as tendências internacionais e estão mais abertos a materiais exóticos e de alto luxo, como a linha de quartzitos que é o material queridinho do Brasil, na atualidade”, comentam.

“Por isso, atendemos ambos os mercados com alto padrão e qualidade de materiais, reafirmando nossa marca e o nosso foco de entregar produtos com excelência. Essa é na verdade o que acreditamos ser a arma mais poderosa da Andrade Stone”, finalizam Josy e Emilly.

Entrevista Ping Pong

– Quais são os países em que a empresa mantém negócios?

Mantemos negócio com Estados Unidos, Canadá, México, Rússia, Inglaterra, Itália, Índia, Paquistão, Jordânia, Emirados Árabes, Líbia, Libano, Turquia, Austrália entre outros. 

– Qual foi o maior desafio enfrentado até hoje pelo grupo?

Tivemos dois grandes desafios em nossa empresa. Um deles foi a crise econômica de 2008, e o mais recente, o falecimento do nosso pai, em 2020. 

– Fora as atividades diárias do mercado de rochas ornamentais, a empresa trabalha com outras iniciativas (projetos sociais, causas diversas, etc)?

Temos planos futuros de maior inclusão deste tipo de atividade em nossa nova administração.