“Gostamos da ideia de que a rocha é para sempre. Talvez a moda passe, a decoração mude, mas a pedra está lá”

Tito e Chantal Ficarelli, irmãos e sócios à frente do ARKITITO

Projetos de arquitetura com inspiração em arte, design e música, que misturam linguagens, materiais e combinações menos usuais. Assim se definem os arquitetos Tito e Chantal Ficarelli, irmãos e sócios à frente do ARKITITO, quando falam um pouco sobre suas histórias e sobre como chegaram ao universo da arquitetura.

Todo esse interesse em entregar projetos diferenciados e aproveitar ao máximo os materiais que fogem do “comum” também rendeu uma paixão pelas rochas ornamentais naturais. “As pedras nacionais, com grandes veios e coloridas, nos atraem especialmente. São peças únicas na natureza e muito inspiradoras”, ressaltou Tito.

Um dos projetos que mais chamam a atenção entre os executados pelos irmãos é uma bancada feita em granito Green Bamboo, fornecido pela empresa capixaba Brasigran e executado pela Vedra Mármores e Granitos. Os irmãos contam que estavam à procura de uma pedra verde, mas não tão escura, e se depararam com essa opção perfeita para o projeto. 

Bancada em Green Bamboo, da Brasigran, executado pela Vedra Mármores / Créditos João Morgado

“Fizemos acabamento escovado, que traz um relevo à pedra, parece viva. Usamos a bancada na medida limite da chapa: 150 x 220cm. E o mais interessante é que ninguém reconhece o material ao vivo, todos pensam que é algo sintético. É muito bacana uma pedra disponível há tantos anos ainda surpreender as pessoas”, observou Tito.

Bancada em Green Bamboo, da Brasigran, executado pela Vedra Mármores / Créditos João Morgado

O arquiteto explica, ainda, que a escolha pela aplicação de rochas ornamentais em seus projetos é uma mistura de necessidade (resistência e limpeza) com resultado estético. “Nossas cozinhas e banheiros sempre precisam ter uma pedra natural, mas também temos utilizado cada vez mais em mobiliários. Gostamos da ideia de que a rocha é para sempre. Talvez a moda passe, a decoração mude, mas a pedra está lá”, reforçou.

Mesa em Mármore Calacatta e ilha em granito Preto São Gabriel / Créditos Evelyn Muller

Em uma das casas projetadas pelos irmãos, a cozinha traz a harmonia entre uma bancada/ilha em granito Preto São Gabriel e uma mesa de centro em mármore Calacatta – reforçando a ideia e a tendência do uso cada vez mais forte em mobiliários.

Mesa em Mármore Calacatta e ilha em granito Preto São Gabriel / Créditos Evelyn Muller

O granito Preto São Gabriel é, inclusive, um dos preferidos dos arquitetos e já foi aproveitado em outras bancadas de cozinhas e também em uma área externa com churrasqueira. “É ótimo quando você está à procura de uma solução e se surpreende. Acho que esse é o ponto alto dos projetos que mais gostamos”, pontuou Tito.

Mármore Pigues polido executado pela Vedra / Créditos Fran Parente

Para os irmãos, a pandemia transformou a relação das pessoas com suas casas e continuará transformando nos próximos anos. “As necessidades das pessoas e tipos de famílias mudaram muito nos últimos 30 anos, sendo que a arquitetura, interiores e mercado imobiliário foram mais devagar. A pandemia forçou esta mudança mais rápida nos profissionais e nos moradores, que estão muito mais abertos a experimentação. Mas ainda existem alguns paradigmas a se quebrar”, concluiu Tito. 

ARKITITO Arquitetura
Rua dos Pinheiros, 245. Pinheiros, São Paulo (SP).
(11) 3063-4683
www.arkitito.com
arkitito@arkitito.com
Instagram: @arkitito