Complexo corporativo icônico conta com rochas de alto padrão de qualidade e desempenho.

Com a proposta de ser um marco urbanístico na cidade de São Paulo, o edifício corporativo Birmann 32 reúne as mais recentes tecnologias construtivas, bem como os mais eficientes sistemas prediais do mundo. Localizado no coração financeiro do país, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, o B32 foi idealizado por Rafael Birmann, empresário que se tornou referência no segmento de construções “triple A” – classificação dada aos endereços comerciais icônicos e superluxuosos. 

A arquitetura do B32 foi assinada por Chien Chung Pei, ou “Didi Pei”, do escritório Pei Partnership Architects e, como não poderia ser diferente, a consultoria para a seleção de rochas naturais para o projeto foi do engenheiro e especificador internacional Paulo Giafarov, CEO da DGG Stones.

O edifício foi pensado não apenas como um empreendimento corporativo, e sim como um convite a uma nova forma de viver a cidade. Além de abrigar escritórios de grandes empresas, a torre integrada à rua conta com teatro, restaurantes e espaço público de convivência marcado pela arte e promoção à cultura.

Um dos destaques do complexo multiuso é uma escultura metálica em forma de baleia, com 6 metros de altura e 20 metros de comprimento, instalada na praça, na entrada do edifício. 

Cerimonia de inauguração do Teatro B32, com a apresentação da cantora Monica Salmaso e do musico Hamilton de Holanda. (Foto Marcelo Justo/Divulgação)

Assinada pelo paisagista americano Thomas Balsley, e executada por uma equipe coordenada pelo arquiteto Renato Silva, a escultura transmite o conceito de ‘renovação em meio às diversidades’, inspirada na literatura como “Moby Dick”, “Aventuras de Pinóquio” e até mesmo a Bíblia. A ideia também é passar a mensagem da preservação ambiental e do respeito à natureza.

Por dentro do B32

No interior da torre de 125 metros de altura, rochas naturais de alto padrão de qualidade e desempenho foram aplicadas em diversos ambientes. Segundo Paulo Giafarov, o processo de especificação dos materiais para o revestimento do edifício icônico foi baseado na busca por materiais tradicionais no mercado, mas aplicados de forma contemporânea e atual.

“Buscamos por materiais clássicos, porém o design e a paginação das placas já se mostraram modernos e impactantes. Resistência ao atrito, dureza, baixa absorção de água e resistência a flexão e compressão foram as características decisórias no processo de especificação das rochas naturais para o empreendimento”, conta Giafarov.

Na área interna do edifício, foram usados Travertino Romano tipo Paglierino, original da Itália, no revestimento das paredes. Já o piso dos corredores, é uma combinação do mesmo material com o clássico mármore Marrom Emperador, original da Espanha, aplicado com acabamento levigado. De acordo com Giafarov, foram utilizados cerca de 8.500m² dos dois mármores fornecidos pela Euromarble. 

No espaço que é o ponto central da programação cultural do empreendimento, o Teatro B32, os granitos Branco Ceará, Preto Cajugram e Branco Fortaleza foram os escolhidos para os revestimentos da área de entrada e foyer.

Com tecnologia inédita no Brasil, que permite moldar a disposição do público conforme a ocasião, o teatro do complexo é o ambiente ideal para acomodar peças de teatro, shows, espetáculos de dança, concertos, exposições de arte, recitais ou eventos corporativos. O espaço é marcado por uma fachada de vidro, posicionada atrás do palco, que permite a entrada de luz natural, provocando efeito surpreendente no local.

No térreo do B32 fica o restaurante asiático Dasian, cujo salão se estende pela área externa do edifício. O piso do ambiente é revestido com o mármore dolomítico Donatello, com acabamento escovado, fornecido pela Brasigran. Já a área dos banheiros foi revestida com o mármore Calacatta Michelangelo lustrado.

Segundo Giafarov, o que mais chama atenção em todo o projeto é a capacidade do empreendimento se conectar com a cidade e com as pessoas, criando um novo ponto de encontro para uma das regiões mais movimentadas da capital paulista.

“O projeto criou uma integração da propriedade privada com a cidade, ou seja: os espaços são democráticos, com a possibilidade de acesso a todos para desfrutar de um espaço amplo, com bancos, mesas e cadeiras, sem falar na baleia de metal, que é um novo landmark da cidade de São Paulo. Pode-se dizer que existe uma similaridade com o Bryant Park localizado em Manhattan”, afirma.

Cronologia da construção

Até ser inaugurado, o Birmann 32 passou por longos anos de construção. O projeto, que tem assinatura da incorporadora Faria Lima Prime Properties, começou a ser idealizado em 1998, quando o empresário Rafael Birmman adquiriu a primeira parte do terreno, mas entre 2000 e 2005 a obra permaneceu totalmente paralisada.

Em 2009, a maior parte da construção foi concluída, porém teve de ser novamente paralisada por conta de licenças e discussões judiciais. Resolvido o imbróglio burocrático, o trabalho voltou e foi finalmente inaugurado em 2020, tendo a obra avaliada em torno dos 1,2 bilhões de reais.

Ao todo, são 120 mil m² de construção, sendo 56 mil m² locáveis divididos entre a torre de escritórios com 25 andares, teatro para 500 lugares, restaurantes e uma praça voltada à integração e convívio. Com fachada ousada e moderna, o prédio é todo revestido com vidro insulado que proporciona redução de custos com refrigeração e baixo índice de ruídos para os condôminos.

Os diferenciais tecnológicos oferecidos pelo complexo conquistaram gigantes como Facebook, Shopee e Red Hat, que alugaram grande parte do espaço antes mesmo da inauguração.

Consultoria premiada

Desde 1985 a DGG STONES atua na consultoria, assessoria e elaboração de projetos de revestimentos. Fundada pelo engenheiro Paulo Giafarov, a empresa inova e atende com primor as necessidades do mercado em projetos nacionais e internacionais. É considerada a mais conceituada empresa de consultoria e assessoria em revestimentos rochosos do Brasil.

Cerimonia de inauguração do Teatro B32, com a apresentação da cantora Monica Salmaso e do musico Hamilton de Holanda. (Foto Marcelo Justo/Divulgação)

Por conta do trabalho realizado no B32, a DGG Stones ganhou um prêmio por excelência em serviços de consultoria e projeto. A premiação foi entregue pelo empresário Rafael Birmann, responsável pela construção do empreendimento.

Birmann 32
Empreendedor: FLPP Faria Lima Prime Properties
Construtora:  FLPP Faria Lima Prime Properties
Arquiteto Torre B32: PEI Partnership Architects
Especificação e consultoria de rochas: DGG Stones – Paulo Giafarov
Gerente de projetos: Renato Silva
Paisagista e Projetista da Praça B32: Tom Balsley 
Arquiteto teatro B32: Eiji Hayakawa